Se o veículo não tiver um identificador eletrónico, ao viajar em autoestradas com sistemas de cobrança de portagens exclusivamente eletrónicos terá de efetuar o pagamento dessas viagens numa modalidade de pós-pagamento. Esse pagamento deverá ser efetuado nos balcões dos CTT, ou na plataforma online dos CTT ou em Agentes Payshop, de acordo com os prazos apresentados na seguinte tabela.

 

Dia da viagem Data de início para pagamento Data limite para pagamento
  (dois dias úteis, 48h, após a viagem) (Cinco dias úteis após a data de início para pagamento)
segunda-feira quarta-feira terça-feira
terça-feira quinta-feira quarta-feira
quarta-feira sexta-feira quinta-feira
quinta-feira segunda-feira sexta-feira
sexta-feira segunda-feira sexta-feira
sábado segunda-feira sexta-feira
domingo terça-feira segunda-feira

Consultar viagens pendentes de pagamento em CTT.

Mais informação

O pagamento das viagens através desta modalidade implica um custo de € 0,32 por viagem, até a um máximo de € 2,56 por ato de cobrança. Os valores fornecidos pelos CTT podem incluir várias viagens de concessões distintas.

Se não pagar dentro do prazo acima referido:

  • A Vialivre enviará uma carta, a notificar, para o titular do documento de identificação do veículo, para a morada constante na base de dados da Conservatória de Registo Automóvel. Através desta notificação é fixado um prazo de 30 dias úteis para o utente pagar voluntariamente o valor das taxas de portagem e os respetivos custos administrativos (€2,21 por viagem e sem limite) ou identificar o condutor do veículo no momento da prática da contraordenação.
  • Se não se efetuar o pagamento desta notificação no prazo indicado, este processo seguirá para a Autoridade Tributária e Aduaneira, que a partir desse momento será a responsável pela cobrança das viagens e custos administrativos em dívida.